As ânforas panatenaicas do Museu Arqueológico Nacional de Atenas

Autores

DOI:

https://doi.org/10.24277/classica.v34i2.919

Palavras-chave:

vasos gregos, festival das Panateneias , Museu Arqueológico Nacional de Atenas , identidade nacional

Resumo

O objetivo principal deste artigo é refletir sobre a relação entre presente e passado a partir do estudo das ânforas panatenaicas e de outras cerâmicas do universo panatenaico, expostas no Museu Arqueológico Nacional de Atenas. Estudam-se quinze objetos datados entre 575 e 359 a.C., provenientes dos jogos do Festival das Panateneias, evento cívico e religioso que ocorria em Atenas em homenagem à deusa políade e em cujas competições atléticas os vencedores ganhavam ânforas contendo o azeite sagrado das oliveiras de Atena. Com essa cultura material e a partir da análise da concepção de sua exposição, pretende-se indagar a respeito da contemporaneidade em relação a questões de identidade nacional, as quais permitem problematizar o esporte como elemento de construção da nação, a Grécia.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Camilla Miranda Martins, Doutora pela UFPR

Sou doutora em História pela Universidade Federal do Paraná e, também, sou mestre, bacharela e licenciada na mesma área. Possuo interesse em Educação, Ensino, História Antiga, Patrimônio, História da Arte e Arqueologia. Já atuei como professora de História no Ensino Fundamental II e tenho experiência com pesquisa, pois fui bolsista de iniciação científica na graduação e bolsista CAPES durante o mestrado e o doutorado. Além disso, tenho experiência administrativa uma vez que, atualmente, sou agente universitária lotada no Campus de Curitiba II da UNESPAR. Também já fiz viagens de estudos e participei de escavação arqueológica na Grécia.

Referências

BARROS, José. História da cultura material. Notas sobre um campo histórico em suas relações intradisciplinares e interdisciplinares. Patrimoniuss, Maricá, [n. p.], mar. 2009.

CAZELLI, Sibele; MARANDINO, Martha; STUDART, Denise. Educação e comunicação em museus de ciências. Aspectos históricos, pesquisa e prática. In: GOUVÊA, Guaracira; MARANDINO, Martha (org.). Educação e museu. A construção social do caráter educativo dos museus de ciências. Rio de Janeiro: Editora Access, 2003, p. 83-106.

CHELINI, Maria Júlia; LOPES, Sônia. Exposições em museus de ciências. Reflexões e critérios para análise. Anais do Museu Paulista, São Paulo, v. 16, n. 2, p. 205-238, jul./dez. 2008.

DÍAZ-ANDREU, Margarita. A world History of nineteenth-century Archaeology Nationalism, Colonialism, and the past. Oxford: Oxford University Press, 2007.

FERREIRA, Lúcio. Patrimônio, pós-colonialismo e repatriação arqueológica. Ponta de Lança, São Cristóvão, v. 1, n. 2, p. 37-62, abr./out. 2008.

FRANCISCO, Gilberto. Panatenaicas. Tradição, permanência e derivação. 394f. Tese (Doutorado em Arqueologia) – Museu de Arqueologia e Etnologia, Universidade de São Paulo, São Paulo, 2012.

FRANCISCO, Gilberto. Vasos áticos e tradição panatenaica: uma reflexão a partir do acervo do Museu Real Ontário, Toronto. Interfaces Brasil/Canadá, Canoas, v. 15, n. 1, p. 252-279, 2015.

FRANCISCO, Gilberto. Figuras de atletas e a noção de representação nas ânforas panatenaicas. Hélade, Niterói, v. 2, n. 1, p. 10-23, 2016.

FRONTISI-DUCROUX, Françoise; LISSARRAGUE, François. Vingt ans de vases grecs: tendances actuelles des études en iconographies grecques (1970-1990). Mètis. Anthropologie des Mondes Grecs Anciens, v. 5, n. 1-2, p. 205-224, 1990.

GAZI, Andromache. National museums in Greece: History, Ideology, Narratives. In: ARONSSON, Peter; ELGENIUS; Gabriella (ed.). Building national museums in Europe 1750-2010. EuNaMus Report n. 1. Linköping: Linköping University, 2011. p. 363-399.

GRILLO, José Geraldo. A nudez heroica na pintura da cerâmica ática. In: FUNARI, Pedro Paulo; MARQUETTI, Flávia Regina (org). Corpo a corpo. Representações antigas e modernas da figura humana. São Paulo: Editora Fap-Unifesp, 2014, p. 23-31.

GRILLO, José Geraldo. A imaginação do passado e a construção da identidade grega. O caso da arqueologia clássica no século XIX. In: SILVA, Glaydson; GARRAFFONI, Renata; FUNARI, Pedro Paulo; GRALHA, Júlio; RUFINO, Rafael (org.). Antiguidade como presença. Antigos, modernos e os usos do passado. Curitiba: Prismas, 2017a, p. 185-193.

GRILLO, José Geraldo. Warburg, Pathosformel e a gestualidade na arte grega. Algumas reflexões. Figura. Studies on the Classical Tradition, Campinas, v. 5, n. 1, p. 103-133, 2017b.

HAMILAKIS, Yannis. The nation and its ruins. Antiquity, Archaeology and National Imagination in Greece. Oxford: Oxford University Press, 2007.

HARDWICK, Lorna. Reception studies. Oxford: Oxford University, 2003.

HOOPER-GREENHILL, Eilean. The educational role of the museum. London: Routledge, 1994.

KALTSAS, Nikolaos et al. National Archaeological Museum. Athens: Kapon, 2010.

KYLE, Donald. Gifts and glory. Panathenaic and other greek athletic prizes. In: NEILS, Jenifer (ed.). Worshipping Athena. Panathenaia and Parthenon. London: University of Wisconsin, 1996. p. 106-136.

KOURI, Maria. Ownership and participation. Democratizing the governance of antiquities. Zarządzanie W Kulturze, v. 18, n. 1, p. 41-60, 2017.

LAGOGIANNI-GEORGAKARAKOS, Maria. National Archaeological Museum 1866-2016. Activities and synergies in Athens for a great anniversary. Athens: National Archaeological Museum, 2016.

LUND, John; RASMUSSEN, Bodil. Guides to the National Museum. Near Eastern and Classical Antiquities. Greeks, Etruscans, Romans. Athens: The National Museum, 1995.

MARK, Ira. The sanctuary of Athena Nike in Athens. Architectural stages and chronology. Princeton: American School of Classical Studies at Athens, 1993.

MARTINS, Camilla. O imaginário antigo e as ânforas panatenaicas do Museu Arqueológico Nacional de Atenas. 148 f. Tese (Doutorado em História) – Setor de Ciências Humanas, Universidade Federal do Paraná, Curitiba, 2020.

MARTINS, Camilla. A iconografia dos vasos panatenaicos de Atenas entre 566 a.C. e 320 a.C. 136 f. Dissertação (Mestrado em História) – Setor de Ciências Humanas, Letras e Artes, Universidade Federal do Paraná, Curitiba, 2014.

MESKELL, Lynn (ed.). Archaeology under fire. Nationalism, politics and heritage in the Eastern Mediterranean and Middle East. London; New York: Routledge, 2002.

NATIONAL ARCHAEOLOGICAL MUSEUM. Website. Athens, 2008-2016c. Disponível em: http://www.namuseum.gr. Acesso em: 5 set. 2017.

PAPAGEORGIOU-VENETAS, Alexandros. Athens. The ancient heritage and the historic cityscape in a modern metropolis. Athens: The Archaeological Society at Athens Library, 1994.

PAPASPYRIDI-KAROUZOU, Semni. A proto-panathenaic amphora in the National Museum at Athens. American journal of Archaeology, v. 42, n. 4, p. 495-505, Oct./Dec. 1938.

PHILIPPAKI, Barbara. Vases of the National Archaeological Museum of Athens. Athens: Apollo, 1970.

POMIAN, Krzysztof. Colecção. In: ROMANO, Ruggiero (ed.). Enciclopédia Einaudi, v. 1, Memória - História. Lisboa: Imprensa Nacional, Casa da Moeda, 1984. p. 51-86.

ROMANISIN, Alecsandra. Imagining Greece. Sensing antiquity in two Athenian museums. 2018. 69f. Dissertação (Master of Arts in Public Issues Anthropology) – University of Waterloo, Waterloo, Ontario, 2018.

RUBIO, Katia. Do olimpo ao pós-olimpismo. Elementos para uma reflexão sobre o esporte atual. Revista Paulista de Educação Física, São Paulo, v. 16, n. 2, p. 130-43, jul./dez. 2002.

SILVA, Glaydson. A antiguidade romana e a desconstrução das identidades nacionais. In: FUNARI, Pedro Paulo; ORSER, Charles; SCHIAVETTO, Solange (org.). Identidades, discurso e poder. Estudos de arqueologia contemporânea. São Paulo: Annablume, 2005. p. 91-101.

TZIOVAS, Dimitris. Reconfiguring the past. Antiquity and Greekness. In: DAMASKOS, Dimitris; PLANTZOS, Dimitris (ed.). A singular antiquity. Archaeology and Hellenic Identity in twentieth-century Greece. Athens: Mouseio Benaki, 2008. p. 287-298.

VERNANT, Jean-Pierre. Entre mito e política. São Paulo: EDUSP, 2001.

WARNER, Marina. Monuments and maidens. The Allegory of the Female Form. Berkeley; Los Angeles: University of California Press, 2000.

Downloads

Publicado

11-09-2021

Como Citar

Martins, C. M. (2021). As ânforas panatenaicas do Museu Arqueológico Nacional de Atenas. Classica - Revista Brasileira De Estudos Clássicos, 34(2), 1–20. https://doi.org/10.24277/classica.v34i2.919