Cnêmon, o injustiçado

os efeitos da atuação de δίκη nas Etiópicas de Heliodoro

Autores

DOI:

https://doi.org/10.24277/classica.v34i1.863

Palavras-chave:

romance grego , retórica antiga , Etiópicas de Heliodoro , justiça , técnicas narrativas

Resumo

No primeiro livro do romance Etiópicas, Cnêmon, o prisioneiro dos piratas do Nilo, torna-se o intérprete dos protagonistas Teágenes e Caricleia, para quem narra os seus infortúnios. Dentre as histórias, consta o relato do julgamento ao qual ele, um ateniense de família distinta, foi submetido, sob a acusação de tentativa de parricídio. Na versão de Cnêmon, os juízes são evidentemente levados pelo πάθος e pelo ἦθος dos acusadores, enquanto ele, como réu, tem seus direitos de fala cerceados. A análise desse relato secundário, que pode ser considerado um romance dentro do romance, fornece elementos fundamentais sobre a noção de δίκη. Se, por um lado, o contexto imediato do julgamento ao qual Cnêmon faz menção leva à conclusão de que ele foi, de fato, prejudicado pela justiça humana (Etiop.,1.13), por outro, o contexto maior do relato dá a entender que ele é protegido e vingado pela Δίκη (Etiop.,1.14.4). A reflexão a respeito da atuação da justiça, introduzida no romance via esse relato secundário, é retomada em outros pontos do romance, evidenciando a utilização de técnicas narrativas com fins argumentativos pelo autor das Etiópicas.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Geruza de Souza Graebin, Universidade de Lisboa

Mestre em Linguística - Universidade de Brasília

Doutoranda em Estudos Clássicos - Faculdade de Letras da Unviersidade de Lisboa

Referências

AQUILES TÁCIO. Os amores de Leucipe e Clitofonte. Tradução, introdução e notas de Abel N. Pena. Lisboa: Cosmos, 2005.

ARISTÓTELES. Retórica. 2 ed. rev. Tradução Manuel Alexandre Júnior, Paulo Farmhouse Alberto, Abel do Nascimento Pena. Lisboa: Imprensa Nacional – Casa da Moeda, 2005.

BARTSCH, S. Decoding the Ancient Novel: the reader and the role of description in Heliodorus and Achilles Tatius. Princeton: University Press, 1989.

CÁRITON. Quéreas e Calírroe. Tradução, introdução e notas de Maria de Fátima de Sousa e Silva. Lisboa: Cosmos, 1996.

DE TEMMERMAN. Where philosophy and rhetoric meet: character typification in the Greek Novel. In MORGAN, J. R.; JONES, M. (ed.). Philosophical presences in the Ancient Novel. Groningen: Barkhuis Publishing & Groningen University Library, 2007, p. 85-110.

FEUILLÂTRE, E. Études sur les Éthiopiques d’Héliodore – contribution à la connaissance du roman grec. Paris: Presses Universitaires de France, 1966.

FUTRE PINHEIRO, M. Calasiris’ story and its narrative significance in Heliodorus’ Aethiopica. In HOFMANN, H. (ed.). Groningen Colloquia on the Novel. Groningen: Egbert Forsten, 1994. v. 4, p. 69-83.

FUTRE PINHEIRO, M. P. Estruturas técnico-narrativas nas Etiópicas de Heliodoro. Tese (Doutorado em Literatura Grega), Universidade de Lisboa, 1987. 580 p.

FUTRE PINHEIRO, M. P. Heliodorus, the Ethiopian story. In CUEVA, E. P.; BYRNE, S. N. (ed.). A Companion to the Ancient Novel. Malden, MA: Wiley-Blackwell, 2014, p. 76-94.

FUTRE PINHEIRO, M. P. Landmarks and turning points in the study of the Ancient Novel since the Fourth International Conference on the Ancient Novel, Lisbon, 2008. In CUEVA, E.; HARRISON, S.; MASON, H.; OWENS, W.; SCHWARTZ, S. (ed.). Re-Wiring the Ancient Novel. Groningen: Barkhuis and Groningen University Library, 2018. v. 1, p. xiii-xxxiv.

GONTIJO LEITE, P. Ética e retórica forense: asebeia e hybris na caracterização dos adversários em Demóstenes. Coimbra: Imprensa da Universidade de Coimbra/Annablume, 2014.

HACQUARD, G. Horas. In ______. Dicionário da mitologia grega e romana. Tradução Maria Helena Trindade Lopes. Lisboa: Edições Asa, 1996.

HÉLIODORE. Théagène et Chariclée. Texte établi par R. M. Rattenbury, traduit par J. Maillon. Paris: Belles Lettres, 2011 [1960]. 3 v.

HELIODORO. Las Etiópicas. Introdução e tradução Emilio Crespo Güemes. Madrid: Gredos, 1979.

HESÍODO. Os trabalhos e os dias. Tradução, introdução e comentários Mary de Camargo Neves Lafer. 4 ed. São Paulo: Iluminuras, 2002.

JONES, M. Andreia and gender in the Greek Novels. In MORGAN, J. R.; JONES, M. (ed.). Philosophical presences in the Ancient Novel. Groningen: Barkhuis Publishing & Groningen University Library, 2007. p. 111-35.

KASPRZYK, D. Les Aigyptiaka de Cnémon (Héliodore, Éthiopiques). Ancient Narrative, v. 14, p. 149-74, 2017.

LONGO. Dáfnis e Cloé. Tradução Denise Bottmann. Campinas: Pontes, 1990.

MORGAN, J. R. ‘Heliodoros’. In SCHMELING, G. (ed.). The Novel in the Ancient World. rev. ed. Boston: Brill, 2003, p. 417-56.

MORGAN, J. R. The Aithiopika of Heliodoros: narrative as riddle. In MORGAN, J. R.; STONEMAN, R. (ed.). Greek Fiction – the Greek Novel in Context. London: Routledge, 1994, p. 97-113.

MORGAN, J. R. The Story of Knemon in Heliodoros’ Aithiopika. In SWAIN, S. (ed.), Oxford readings in the Greek novel. Oxford: University Press, 1999, p. 259-85.

REARDON, B. P. Courants littéraires grecs des IIe et IIIe siècles après J.-C. Paris: Belles Lettres, 1971.

SANTOS, G. C. (org.). Liberdade e escravidão na Antiguidade Clássica. Campinas: Pontes, 2019.

SCHWARTZ, S. Chronotopes of justice in the Greek Novel: trials in narrative spaces. In DE ANGELIS, F. (ed.). Spaces of Justice in the Roman World. Leiden: Brill, 2010, p. 331-56.

SCHWARTZ, S. From bedroom to courtroom: law and justice in the Greek novel. Groningen: Barkhuis & Groningen University Library, 2016.

SCHWARTZ, S. The Κρίσις inside: Heliodorus’ variations on the bedtrick. In PINHEIRO, M.; SKINNER, M.; ZEITLIN, F. (org.). Narrating desire: Eros, Sex and Gender in the Ancient Novel. Trends in classics. Berlin: De Gruyter, 2012. Supplementary volumes, 14, p. 161-80.

XENOFONTE DE ÉFESO. As Efesíacas. Ântia e Habrócomes. Tradução, introdução e notas de Vítor Ruas. Lisboa: Cosmos, 2000.

WHITMARSH, T. Greek literature and the Roman Empire – the politics of imitation. Oxford: University Press, 2001.

WHITMASRSH, T. Narrative and identity in the ancient novel – returning romance. Cambridge: University Press, 2011.

WHITMARSH, T. The romance between Greece and the East. In WHITMARSH, T.; THOMSON, S. (ed.). The romance between Greece and the East. Cambridge: University Press, 2013, p. 1-19.

WINKLER, J. J. The mendacity of Kalasiris and the narrative strategy of Heliodoros’ Aithiopika. In SWAIN, S. (ed.). Oxford readings in the Greek novel. Oxford: University Press, 1999, p. 286-350.

Downloads

Publicado

27-04-2021

Como Citar

Graebin, G. de S. (2021). Cnêmon, o injustiçado: os efeitos da atuação de δίκη nas Etiópicas de Heliodoro. Classica - Revista Brasileira De Estudos Clássicos, 34(1), 69–84. https://doi.org/10.24277/classica.v34i1.863

Edição

Seção

Artigos