Musa comissionada a sanar um funesto veterno

Poesia, filosofia e o cuidado de si – tradução e comentário à EP. 1.8 de Horácio

Autores

  • Jean Felipe de Assis UFRJ

DOI:

https://doi.org/10.24277/classica.v35i1.989

Palavras-chave:

Horácio; Epístolas; Filosofia Antiga.

Resumo

Em uma breve exposição sobre o gênero epistolar e suas recepções na produção literária de Horácio, apresenta-se uma contextualização para a imitatio, o ingenium e a ars horaciana. A originalidade das propostas desse autor latino manifesta-se nas recepções e nas transformações dos modelos epistolográficos antigos, apresentando termos e temas helênicos, discutindo propostas morais e filosóficas, explorando cadências e ritmos variados em sua utilização do hexâmetro datílico. Uma proposta de tradução interpretativa para a Ep. 1.8 e alguns comentários são exibidos, indicando alguns efeitos métricos e sonoros, as figuras de linguagem, o modo de narrar descritivo e analítico para a sustentação de um argumento, as nuances de tempo e de espaço específicas para um momento da historiografia latina, além de alguns exemplos de intertextualidade dentro do corpus horaciano e, também, em algumas tradições literárias antigas, e.g., textos épicos e o de Rerum Natura de Lucrécio. Na missiva, Horácio personifica sua mensagem na Musa, encarregada de não apenas relatar a condição do emissor, mas também de instilar no destinatário o ânimo, a força e a maneira adequada na condução das coisas públicas e de si. As análises propostas inferem algumas possibilidades de interfaces com as tradições estoicas e epicuristas, sobretudo devido às formas adverbiais recte e suaviter.

 

Downloads

Não há dados estatísticos.

Referências

ANNAS, Julia. AncientEudaimonismandModernMorality. In: BOBONICH, Christopher (ed.). The Cambridge Companion toAncient Ethics. New York: Cambridge University Press, 2017, p. 265-81.

BASSETT, Samuel. The InductionsoftheIliad, theOdyssey, andtheAeneid. The Classical Weekly, v. 27, n. 15, 1934, p. 113-8.

CICERO. Epistulae Ad Familiares. Cambridge: Cambridge University Press, 2004. v. 1.

CITRONI, Mario et alii. Literatura de Roma Antiga. Lisboa: Fundação Calouste Gulbenkian, 2006.

CONTE, Gian Biagio. LatinLiterature: A History. Baltimore: The John Hopkins University Press, 1987.

DALZELL, Alexander. The CriticismofDidacticPoetry: EssaysonLucretius, Virgil, andOvid. Toronto: University of Toronto Press, 1996.

DUCKWORTH, George. VergilandClassicalHexameterPoetry: A Study in MetricalVariety. Ann Arbor: The University of Michigan Press, 1969.

EXLER, Francis Xavier. A Study in GreekEpistolography: The FormoftheAncientGreekLetter. Eugene: Wipfand Stock Publishers, 2003.

FEDELI, Paolo. Il poeta depresso e la Musa messaggera (Hor. epist. 1,8). Euphosyne, v. 24, 1996, p. 247-56.

GOWERS, Emily. FragmentsofAutobiography in Horace Satires I. ClassicalAntiquity, v. 22, n. 1, 2003, p. 55-91.

GÜNTHER, Hans-Christian. Horace’s Life and Work. In: GÜNTHER, Hans-Christian (ed.). Brill’s Companion to Horace. Leiden: Brill, 2013, p. 1-62.

IRWIN, Terence. Horace andPractical Philosophy. In: BOBONICH, Christopher (ed.). The Cambridge Companion to AncientEthics. New York: Cambridge University Press, 2017, p. 338-57.

JENSEN, Steven. The Historyof Natural Law Ethics: Aquinas. In: ANGIER, Tom (ed). The Cambridge Companion to Natural Law Ethics. New York: Cambridge University Press, 2019, p. 31-50.

KILPATRICK, Ross. Horace to AlbinovanusCelsus: Ep. I 8. Mnemosyne, v. 21, n. 4, 1968, p. 408-14.

KNOX, Peter E. Language,Style,and Meter in Horace. In: GÜNTHER, Hans-Christian (ed.). Brill’s Companion to Horace. Leiden: Brill, 2013, p. 527-47.

LUCRETIUS. OntheNatureofThings. Cambridge: Harvard University Press, 1924.

MacCARTER, Stephanie. Horace betweenFreedomandSlavery. Madison: The University ofWincosin Press, 2015.

MARTIN, René; GAILLARD, Jacques. Lesgenreslittéraires à Rome. Paris: Nathan, 1990.

MAYER, Roland. Horace. Epistles Book I. Cambridge: Cambridge University Press, 1994.

NATIVIDADE, Everton. O último pé e a cesura nos versos núnicos e as Púnicas de Sílio Itálico. ScientiaTraductionis, n. 13, 2013, p. 312-28.

OVID. Epistulaeex Ponto. Book I. New York: Cambridge University Press, 2014.

RUTHERFORD, Richard. PoeticsandliteraryCriticism. In: HARRISON, Stephen (ed.). The Cambridge Companion to Horace. Cambridge: Cambridge University Press, 2007, p. 248-61.

SCHIESARO, Alessandro. Didactic Poetry. In: HORNBLOWER, Simon; SPAWFORTH, Antony (ed.). The Oxford ClassicalDictionary. Oxford: Oxford University Press, 1996, p. 465-66.

SÊNECA. Ad LuciliumEpistulae Morales. New York: G. P. Putnam’s Sons, 1925. v. 3.

Downloads

Publicado

2022-03-24

Como Citar

Assis, J. F. de. (2022). Musa comissionada a sanar um funesto veterno: Poesia, filosofia e o cuidado de si – tradução e comentário à EP. 1.8 de Horácio. Classica - Revista Brasileira De Estudos Clássicos, 35(1), 1–15. https://doi.org/10.24277/classica.v35i1.989