Machado de Assis, leitor de Homero

Edson Ferreira Martins

Resumo


No presente estudo, analiso a produção ficcional do escritor Machado de Assis relativa à década de 1870, quando o autor brasileiro, após ter-se dedicado à poesia e ao teatro, estreou no gênero romance, produzindo quatro obras no período: Ressurreição (1872), A mão e a luva (1874), Helena (1876) e Iaiá Garcia (1878). Focalizando o tema dos diálogos (Bakhtin, 2002 [1929]) que o autor estabelece em sua narrativa com as literaturas grega e romana produzidas na Antiguidade Clássica, objetivo demonstrar que, dentre os modelos destas matrizes que Machado versou continuadamente como autor-leitor, destaca-se o nome de Homero e os poemas épicos atribuídos a ele. Durante a análise das obras selecionadas, demonstro como a escolha das cenas homéricas imitadas, sobretudo da Ilíada, pelo futuro autor das Memórias Póstumas é importante para a construção de sua poética de revalorização da imitatio e da aemulatio que, aliada à sua visão aguda dos problemas sociais brasileiros, revoluciona a forma de se pensar o projeto de concepção de uma literatura nacional, em pleno contexto de ebulição do Romantismo, atravessando os limites desta escola e apontando saídas para a sua superação.


Palavras-chave


Machado de Assis; Recepção; Literaturas Clássicas; Homero; Ilíada; Odisseia.

Texto completo:

PDF

Referências


ASSIS, J. M. M. de. História de 15 dias. In: ______. Obra completa. Rio de Janeiro: Nova Aguilar, 2006b. v. 3, p. 357-58.

ASSIS, J. M. M. de. Notícia da atual literatura brasileira – Instinto de nacionalidade. In: ______. Obra completa. Rio de Janeiro: Nova Aguilar, 2006b. v. 3, p. 803-9.

ASSIS, J. M. M. de. Obra completa. Rio de Janeiro: Nova Aguilar, 2006a. v. 1.

BAKHTIN, M. O discurso em Dostoiévski. In: ______. Problemas da poética de Dostoievski. Rio de Janeiro: Forense Universitária, 2002, p. 157-238.

BOSI, A. Machado de Assis: cadeira 23, ocupante 1 (fundador). Rio de Janeiro: Academia Brasileira de Letras; São Paulo: Imprensa oficial do Estado, 2011.

BRANDÃO, J. L. A Grécia de Machado de Assis. In: MENDES, E. A de M.; OLIVEIRA, P. M.; BENN-IBLER, V. O novo milênio: interfaces lingüísticas e literárias. Belo Horizonte: Faculdade de Letras da UFMG, 2001, p. 351-74.

BRANDÃO, J. L. Antiga Musa: arqueologia da ficção. 2 ed. Belo Horizonte: Relicário, 2015.

COELHO, M. C. de M. N. Helena, Eurípides e Machado de Assis. Espelho, n. 8/9, p. 37-61, 2002.

FIORIN, J. L. Introdução ao pensamento de Bakhtin. São Paulo: Ática, 2008.

GRIMAL, P. Dicionário da mitologia grega e romana. 5 ed. Rio de Janeiro: Bertrand Brasil, 2005.

GUIMARÃES, H. S. Os leitores de Machado de Assis: o romance machadiano e o público de literatura no século 19. São Paulo: Nankin: Edusp, 2012, p. 135-58.

HOMERO. Ilíada. Tradução de Carlos Alberto Nunes. Rio de Janeiro: Nova Fronteira, 2011.

HOMERO. Odisseia. Tradução de Manoel Odorico Mendes. Edição e revisão de Teotonio Simões. [S.l.]: Ebooks Brasil, 2009b. E-book. Digitalizado e editado a partir da 3. ed. da Biblioteca Clássica, da Atena Editora. Disponível em:

http://www.ebooksbrasil.org/adobeebook/odisseiap.pdf. Acesso em: 25 jan. 2020.

MALTA, A. Morte e vida de Homero: três visões do poeta grego publicadas no século XVIII. Revista USP, n. 94, p. 166-75, 2012.

MARTINS, E. F. Afrodite nos trópicos: a reescrita da cultura clássica no romance A mão e a luva, de Machado de Assis. Rónai, v. 3, n. 2, p. 37-62, 2015.

MASSA, J-M. A biblioteca de Machado de Assis. In: JOBIM, José Luís (org.). A biblioteca de Machado de Assis. Rio de Janeiro: Topbooks, 2001, p. 21-97.

MEYER, A. De Machadinho a Brás Cubas. Teresa, v. 6-7, p. 409-17, 2006.

REGO, E. de S. Machado de Assis, a sátira menipéia e a tradição luciânica. Rio de Janeiro: Forense Universitária, 1989.

ROCHA, J. C. de C. Machado de Assis: por uma poética da emulação. Rio de Janeiro: Civilização Brasileira, 2013.

VIRGÍLIO. Eneida. Trad.: Manuel Odorico Mendes. Paris: Typographia de Rignoux, 1854. Versão digitada da Eneida Brazileira por Leandro Abel Vendemiatti e revisada por Paulo Sérgio de Vasconcellos. Disponível em: http://www.unicamp.br/iel/projetos/OdoricoMendes/.




DOI: https://doi.org/10.24277/classica.v33i1.903

Métricas do artigo

Carregando Métricas ...

Metrics powered by PLOS ALM

Apontamentos

  • Não há apontamentos.




Direitos autorais 2020 Edson Ferreira Martins

Licença Creative Commons
Esta obra está licenciada sob uma licença Creative Commons Atribuição 4.0 Internacional.

 

 Classica está licenciada sob a Creative Commons Atribuição 4.0 Internacional