Iliadeia: um périplo da Ilíada traduzida no Brasil (Ensaio Ficcional)

Marcelo Tápia

Resumo


O tema deste texto, “recriações da Ilíada como vias para o tradutor”, é abordado mediante um ensaio ficcional, exercício criativo em que os personagens são tradutores brasileiros da epopeia homérica.


Palavras-chave


Homero; Ilíada; tradução poética; recriação.

Texto completo:

PDF

Referências


ALVARENGA, Manuel Inácio da Silva. Obras poéticas. Introdução, organização e fixação de texto de Fernando Morato. São Paulo: Martins Fontes, 2005.

ANTUNES, Carlos Leonardo Bonturim. Três modos de recepção dos clássicos. Revista Re-Produção, n. 5, 2018. Disponível em: http://www.casaguilhermedealmeida.org.br/revista-reproducao/ver-noticia.php?id=100. Acesso em: 31 mar. 2019.

BARBOSA, Tereza Virgínia R.; CAETANO, Andreza; BAGNARIOL, Piero. Ilíada de Homero. Tradução em quadrinhos. Belo Horizonte: RHJ, 2012.

CAMPOS, Haroldo de. Crisantempo. São Paulo: Perspectiva, 1999.

CAMPOS, Haroldo de. Da tradução como criação e como crítica. In: TÁPIA, Marcelo; NÓBREGA, Thelma M. (Org.). Haroldo de Campos – Transcriação. São Paulo: Perspectiva, 2013, p. 1-18.

CAMPOS, Haroldo de. Ilíada de Homero. São Paulo: Arx, 2002. v. 2.

CAMPOS, Haroldo de. Ilíada de Homero. São Paulo: Mandarim, 2002. v. 1.

CAMPOS, Haroldo de. Para transcriar a Ilíada. In: ______; VIEIRA, Trajano. A ira de Aquiles. São Paulo: Perspectiva, 1994, p. 11-28.

CAMPOS, Haroldo de. Signantia quasi coelum. Signância quase céu. São Paulo: Perspectiva, 1979.

CAMPOS, Haroldo de. Xadrez de estrelas. Percurso textual 1949-1974. São Paulo: Perspectiva, 1976.

DUARTE, Adriane da Silva. Memorial. A Ilíada residual de Alice Oswald. Revista Re-Produção, n. 5, 2018. Disponível em: http://www.casaguilhermedealmeida.org.br/revista-reproducao/ver-noticia.php?id=101. Acesso em 31 mar. 2019.

ELIADE, Mircea. Mito e realidade. São Paulo: Perspectiva, 1972.

HESÍODO. Teogonia. A origem dos deuses. Tradução de Jaa Torrano. São Paulo: Iluminuras, 2003.

HOMERI Opera. Ilias. Thomas W. Allen (Ed.). Oxford: Clarendon Press, 1920. Disponível em: http://www.perseus.tufts.edu/hopper/text?doc=urn:cts:greekLit:tlg0012.tlg001.

HOMERO. Ilíada. Tradução de Christian Werner. São Paulo: Ubu, 2018.

HOMERO. Ilíada. Tradução de Odorico Mendes. Prefácio e notas verso a verso de Sálvio Nienkötter. São Paulo: Ateliê; Campinas: Unicamp, 2008.

HOMERO. Ilíada. Tradução em versos de Carlos Alberto Nunes. Rio de Janeiro: Edições de Ouro, s.d.

LOPES, Daniel Rossi Nunes. Xenófanes de Cólofon. Fragmentos. São Paulo: Olavobrás, 2003.

MALTA, André. A astúcia de Ninguém. Ser e não ser na Odisseia. Belo Horizonte: Impressões de Minas, 2018.

MALTA, André. A selvagem perdição. Erro e ruína na Ilíada. São Paulo: Odysseus, 2006.

NUNES, Carlos Alberto. Ensaio sobre a poesia épica. In: ______. Os brasileidas. São Paulo: Melhoramentos, s.d., p. 5-59.

NUNES, Carlos Alberto. Os brasileidas. São Paulo: Melhoramentos, s.d.

OLIVA NETO, João Angelo. Breve anatomia de um clássico. In: VIRGÍLIO. Eneida. Tradução de Carlos Alberto Nunes. Organização, apresentação e notas de João Angelo Oliva Neto. São Paulo: Editora 34, 2014, p. 9-34.

OLIVA NETO, João Angelo. O hexâmetro datílico de Carlos Alberto Nunes: teoria e repercussões. Revista Letras, n. 89, p. 187-204, 2014.

OLIVA NETO, João Angelo. O livro de Catulo. Tradução, introdução e notas. São Paulo: Edusp, 1996.

TÁPIA, Marcelo. Diferentes percursos de tradução da épica homérica como paradigmas metodológicos de recriação poética. 2012. Tese (Doutorado) – Programa de Pós-Graduação em Teoria Literária e Literatura Comparada, Universidade de São Paulo, São Paulo, 2012. Disponível em: http://www.teses.usp.br/teses/disponiveis/8/8151/tde-31082012-090500/pt-br.php. Acesso em 31 mar. 2019.

TÁPIA, Marcelo. Poemas irlandeses. Cadernos de literatura em tradução, n. 7, p. 85-107, 2006.

TÁPIA, Marcelo. Refusões. Poesia 2017-1982. São Paulo: Perspectiva, 2017.

TORRANO, Jaa. A dialética trágica na Oresteia de Ésquilo. In: ÉSQUILO. Agamêmnon. Estudo e tradução de Jaa Torrano. São Paulo: Iluminuras, 2004.

TORRANO, Jaa. A esfera e os dias. São Paulo: Annablume, 2009.

TORRANO, Jaa. Divino gibi. Crítica da razão sapiencial. São Paulo: Annablume, 2017.

WERNER, Christian. Da tradução. In: HOMERO. Ilíada. Tradução de Christian Werner. São Paulo: Ubu, 2018a, p. 43-66.

WERNER, Christian. Introdução. In: HOMERO. Ilíada. Tradução de Christian Werner. São Paulo: Ubu, 2018b, p. 13-42.




DOI: https://doi.org/10.24277/classica.v32i1.844

Métricas do artigo

Carregando Métricas ...

Metrics powered by PLOS ALM

Apontamentos

  • Não há apontamentos.




Direitos autorais 2019 Marcelo Tápia

Licença Creative Commons
Esta obra está licenciada sob uma licença Creative Commons Atribuição 4.0 Internacional.

 

 Classica está licenciada sob a Creative Commons Atribuição 4.0 Internacional