A sintaxe de Apolonio Discolo

Autores

  • Maria Helena de Moura Neves UNESP-C.Ar./ CNPq - Brasil

DOI:

https://doi.org/10.24277/classica.v0i0.757

Palavras-chave:

Sintaxe, Apolônio Díscolo, História da Gramática.

Resumo

Apolônio Díscolo tem um papel importante na história das ideias gramaticais, especialmente no campo da sintaxe. Com intenção declarada de empreender uma obra de sistematização completa dos fatos gramaticais da língua grega, Apolônio inaugura a análise das funções, centrando-se na propriedade de dos significados· que a oração completa tem. Defendendo o princípio do paralelismo, Apolônio Díscolo parte da oração como domínio da sintaxe, mas considera, afinal, que a sintaxe abarca todos os níveis, pois constitui o conjunto de regras que regem a síntese dos elementos, em todos os estratos. Assim, a obra de Apolônio Díscolo, mesmo investigando fatos particulares de uma língua, nunca perde de vista o sistema, e busca, em última análise, a depreensão de princípios gerais.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Referências

BEKKER, I. Anecdota graeca. Graz: Akademische Oruck u. Verlagssanstalt, 1965.

EGGER, E. Apollonius Dyscole. Éssai sur l'histoire des théories grammaticales dans l'antiquité. Paris: Auguste Durant, 1854.

KEIL, H. (ed.) Grammatici Latini. Leipzig: B. C. Teubner, 1857-1870.

NEVES, M. H. M. A vertente grega da gramática tradicional. São Paulo: Hucitec; Ed. Universidade de Brasília; Fapesp, 1987.

SCHNEIDER, R.; UHLIG, G. Grammatici graeci. Leipzig: Teubner, 1867-1910.

UHLIG, G. Dyonisii Thracis Ars Grammatica. Leipzig: Teubner, 1883.

Downloads

Publicado

13-12-1993

Como Citar

Neves, M. H. de M. (1993). A sintaxe de Apolonio Discolo. Classica - Revista Brasileira De Estudos Clássicos, 69–74. https://doi.org/10.24277/classica.v0i0.757

Edição

Seção

Artigos