Réquiem por Yarini ¿Una tragédia griega cubana?

Autores

  • Elina Miranda Cancela Departamento de Lingüística y Letras Clásicas Facultad de Artes y Letras Universidad de La Habana

DOI:

https://doi.org/10.24277/classica.v7i0.692

Palavras-chave:

Carlos Felipe, Réquiem por Yarini, tragédia grega, teatro cubano, literatura comparada.

Resumo

Carlos Felipe (1914-1975) foi um dos fundadores da dramaturgia cubana contemporânea, junto com Virgilio Piñera e Rolando Ferrer, mas enquanto Piñera tomava o mito como assunto da sua primeira obra, Electra Garrigó, Felipe já durante anos tinha a ideia de converter a morte de Alberto Yarini, a personagem histórica que se transformou em lenda nos bairros marginais tão bem conhecidos pelo autor, em ponto de partida de uma obra que foi o que ele chamou uma "tragedia grega cubana". Nosso trabalho analisa a maneira com Carlos Felipe tratou o assunto para fazê-lo um mito, a forma em que estruturou a sua obra conforme a tragédia, os recursos e conceitos trágicos que utilizou para chegar até o seu propósito, sobretudo para lograr que o seu "Requiem por Yarini" seja uma peça antológica do teatro cubano.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Referências

CARPENTIER, A. La consagración de la primavera. La Habana: Ed. Letras Cubanas, 1979.

GARCÍA LORCA, F. Obras Completas. Madrid: Aguilar, 1962.

LEAL, R. En primera persona. La Habana: I. C. L., 1967.

POGOLOTII, G. Prólogo. In: Teatro y Revolución. La Habana: Letras Cubanas, 1980.

CARLOS FELIPE. Teatro. La Habana: Ed. Unión, 1967.

ROMILLY, J. de. La tragédie grecque. Paris: P.U.F., 1973.

HENRÍQUEZ URENA, C. Orígenes dei teatro griego. Conferencia dictada en la Universidad de La Habana, 1962.

Publicado

05-12-1995

Como Citar

Cancela, E. M. (1995). Réquiem por Yarini ¿Una tragédia griega cubana?. Classica - Revista Brasileira De Estudos Clássicos, 7, 317–328. https://doi.org/10.24277/classica.v7i0.692

Edição

Seção

Classicismo e Modernidade