A presença da morte em As Troianas de Sêneca

Zélia de Almeida Cardoso

Resumo


O presente ensaio analisa o enfoque especial dado à morte em As troianas, de Sêneca, e discute tres dicotomias: lamentação X louvação da morte; aniquilamento da alma X sobrevida no Hades; sacrifício humano X assassinio. Após a análise são apresentadas as conclusões a que se chegou.


Palavras-chave


morte; sobrevida; lamentação; aniquilamento da alma; sacrifício humano.

Texto completo:

PDF

Referências


BERNHARD, J. Platon et le materialisme ancien. Paris: Payot, 1971.

CARDOSO, Z. L. V. A. A construção de As troianas de Sêneca. 1976. Tese (Doutorado) USP, São Paulo, 1976

CHALLAYE, F. Pequena história das grandes religiões. Trad. A. Silveira. São Paulo: IBRASA, 1962.

DURKHEIM, E. Les formes élémentaires de la vie religieuse. Paris: Alcan, 1912.

L. Annaei Senecae Tragoidiae, incertorum auctorum Hercules (Oetaeus), Octauia. Recognouit breuique adnotatione critica instruxit Otto Zwierlein. Oxoniis et Typographes Clarendoniano, MCMLXXXVI.

LEROI-GOURHAN, A. As religiões da pré-história. Lisboa: Ed. Setenta, 1985.

NOVAK, M.G. A natureza da alma no poema de Tito Lucrécio Caro (De rerum natura 111). 1985. Tese (Doutorado) - USP, São Paulo, 1985.

ROBERT, F. La religion grecque. Paris: PUF, 1981.

SÊNECA. Cartas consolatorias. Trad. C. F. M. van Raij. Campinas: Pontes, 1992.

SÉNEQUE. Tragedies. Texte et. et trad. par L. Herrmann. Paris: Les Belles Lettres, 1967.




DOI: https://doi.org/10.24277/classica.v7i0.668

Métricas do artigo

Carregando Métricas ...

Metrics powered by PLOS ALM

Apontamentos

  • Não há apontamentos.




Direitos autorais 2018 Zélia de Almeida Cardoso

Licença Creative Commons
Esta obra está licenciada sob uma licença Creative Commons Atribuição 4.0 Internacional.

 

 Classica está licenciada sob a Creative Commons Atribuição 4.0 Internacional