Trois pièces à sujets antiques de Marguerite Yourcenar

Autores

  • François Jouan Université de Paris X, Nanterre

DOI:

https://doi.org/10.24277/classica.v4i4.587

Palavras-chave:

Marguerite Yourcenar, teatro grego antigo, teatro moderno.

Resumo

Marguerite Yourcenar inspirou-se, em suas obras, tanto na Grécia antiga quanto na Grécia moderna. De dois volumes do seu teatro completo, o segundo é consagrado a tres "peças gregas": Electra ou a queda das máscaras, O mistério de Alceste e Quem não tem seu minotauro? - seguidas de estudos para cada uma das pecas, admiráveis páginas de crítica e de estilo. Caracterizam essas obras questões metafísicas que permeiam a sua produção poética ou romanesca e que giram em redor do Homem, da Liberdade e da Fatalidade, da Personalidade e do Inconsciente. Apesar da inteligência, da cultura, da originalidade e da beleza do estilo, estas pecas não têm qualidades propriamente dramáticas, daí a raridade das suas representações.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

François Jouan, Université de Paris X, Nanterre

Langues anciennes

Université de Paris X, Nanterre

Referências

BRUNEL, P. Electre ou la Chute des Masques de Marguerite Yourcenar. In: Actes du Colloque International M. Yourcenar (Valencia, 1984), Universidad de Valencia, 1986, p. 27-35.

POIGNAULT, R. Le Mystère d'Alceste: rénovation et métamorphose du mythe. In: Il confronto letterario, Suppl. 5, Pavie, 1986, p. 69 80.

POIGNAULT, R. Qui n'a pas son Minotaure? de M. Yourcenar. In: La Mythologie, clé de lecture du Monde classique - Hommage à R. Chevallier, Caesarodunum, XXIbis, 1986, p. 559-80.

YOURCENAR, M. Théâtre, II (Electre ou la Chute des Masques; Le Mystère d'Alceste; Qui n'a pas son Minotaure?). Paris: Gallimard, 1971; édition princeps: Plon, 1954, pour Electre; Plon, 1963, pour les deux autres pièces.

Publicado

1991-12-01

Como Citar

Jouan, F. (1991). Trois pièces à sujets antiques de Marguerite Yourcenar. Classica - Revista Brasileira De Estudos Clássicos, 4(4), 215–222. https://doi.org/10.24277/classica.v4i4.587

Edição

Seção

Classicismo e Modernidade