Do pós-moderno ao pós-antigo

Marcus Vinicius de Freitas

Resumo


Por paralelismo com o conceito de pós-moderno seria possível pensar o conceito de pós-antigo? Este último termo é usado de maneira rápida por Mikhail Bakhtin em sua análise da obra de François Rabelais, ao reportar-se a Antiguidade tardia. Para além do recorte histórico incluso no termo, pode-se perceber uma tentativa de uso conceitual que revela uma atitude crítica em relação ao conhecimento da Antiguidade. O presente texto propõe-se justamente avançar, a partir das categorizações propostas pela pós-modernidade, o proto-conceito bakhtiniano, especialmente no que concerne às questões da originalidade, do lugar do saber teórico e dos usos da tradição.


Palavras-chave


Pós-moderno; Pós-antigo; Gêneros literários; Luciano.

Texto completo:

PDF

Referências


BAKHTIN, Mikhail. A cultura popular na Idade Media e no Renascimento. Trad. Yara Frateschi. 2. ed. Brasília; São Paulo: EdUnB; Hucited, 1993.

BAKHTIN, Mikhail. Problemas da poética de Dostoievski. Trad. Paulo Bezerra. São Paulo: Forense Universitaria, 1980.

BRANDÃO, Jacyntho Lins. A poética do hipocentauro: identidade e diferença na obra de Luciano de Samósata. 1992. Tese (Doutorado) - FFLCH/USP, São Paulo, 1992.

BRANDÃO, Jacyntho Lins. Doentes, doença, médicos e medicina em Luciano de Samósata. Cadernos de História e Filosofia da Ciência, Campinas, Serie 2, v. II, n. 2, p. 145-164, jul./dez. 1990.

CASSIN, Barbara. Ensaios sofísticos. São Paulo: Siciliano, 1990.

IÑIGO, Emílio Lledó. El concepto póiesis en la filosofia griega. Madrid: Consejo Superior de Investigaciones Científicas, 1961.

JAMESON, Frederic. Pos-niodernidade e sociedade de consumo. Novos Estudos CEBRAP. São Paulo: CEBRAP, 1985. v. 12.

LIMA, Luiz Costa. Mimesis e modernidade. São Paulo: Graal, 1980.

LUCIANO. Obras. Trad. y notas Andrés Espinosa Alarcón e Juan Zaragoza Botella. Madrid: Gredos, 1981. 3v.

MORICONI, Italo. A provocação pós-moderna. Rio de Janeiro: Diadorim, 1994.

PIGLIA, Ricardo. A cidade ausente. Trad. Sérgio Molina. São Paulo: Iluminuras, 1993.

PIGLIA, Ricardo. Memoria y tradición. In: Anais do 2o Congresso ABRALIC. Belo Horizonte: FALE/UFMG, 1991. p. 60-66.




DOI: https://doi.org/10.24277/classica.v9i9/10.526

Métricas do artigo

Carregando Métricas ...

Metrics powered by PLOS ALM

Apontamentos

  • Não há apontamentos.




Direitos autorais 2018 Marcus Vinicius de Freitas

Licença Creative Commons
Esta obra está licenciada sob uma licença Creative Commons Atribuição 4.0 Internacional.

 

 Classica está licenciada sob a Creative Commons Atribuição 4.0 Internacional