O hilotismo e a revolução social em Esparta

Maria Aparecida de Oliveira Silva

Resumo


A conquista da Messênia representou, por dois séculos, a resolução dos problemas agrário, político e econômico em Esparta. No entanto, as contradições internas dessa sociedade contribuíram para a quebra da hegemonia dos cidadãos no exército espartano. Em virtude da oligantropia, a participação hilota no exército de Esparta torna-se imperativa, apesar de representar uma rachadura no sistema. O objetivo deste artigo é o de discutir a revolução social provocada em Esparta com a inclusão dessa categoria em seu corpo militar.


Palavras-chave


Esparta; hilotas; oligantropia.

Texto completo:

PDF

Referências


BRADFORD, Alfred S. The duplicitous Spartan. In: POWELL, Anton; HODKINSON, Stephen (Org.). The shadow of Sparta. London; New York: The Classical Press of Wales, 1994. p. 59-85.

CARTLEDGE, Paul. Agesilaos and the crisis of Sparta. Baltimore: John Hopkins University Press, 1987.

CAVAIGNAC, Eugène. Sparte. Paris: Fayard, 1948.

CHRIMES, K. M. T. Ancient Sparta: a re-examination of the evidence. Manchester: University Press, 1949.

DUCAT, Jean. Cléomène III et les hilotes. Ktèma, n. 12, p. 43-52, 1987.

DUCAT, Jean. Les hilotes. In: Bulletin de Correspondence Hellenique. Supplement XX, p. 01-208, 1990.

HAMILTON, Charles D. Social tensions in classical Sparta. Ktéma, n. 12, p. 31-41 1987.

MICHELL, H. Sparta. Cambridge: University Press, 1952.

POWELL, Anton. Athens and Sparta: constructing Greek political and social history from 478 B. C. London; New York: Routledge, 1996.

TODD, S. C. Athens and Sparta. Great Britain: Bristol Classical Press, 1996.

WALLACE, W. P. Kleomenes, Maraton, the helots, and Arkadia. In: JHS, v. LXXIV, p. 32-35, 1954/ 1955.




DOI: https://doi.org/10.24277/classica.v11i11/12.462

Métricas do artigo

Carregando Métricas ...

Metrics powered by PLOS ALM

Apontamentos

  • Não há apontamentos.




Direitos autorais 2017 Maria Aparecida de Oliveira Silva

Licença Creative Commons
Esta obra está licenciada sob uma licença Creative Commons Atribuição 4.0 Internacional.

 

 Classica está licenciada sob a Creative Commons Atribuição 4.0 Internacional