As funções estéticas e ideológicas do catálogo na Eneida VII

Autores

  • Felipe Vale da Silva Universidade de São Paulo
  • Sabrine Ferreira da Costa Universidade de São Paulo

DOI:

https://doi.org/10.24277/classica.v30i2.431

Palavras-chave:

Eneida, catálogo, poesia épica, literatura augustana, guerreira Camila.

Resumo

O presente artigo parte da consideração do uso peculiar do catálogo em Virgílio, levando em conta sua apresentação em modelos precedentes e posteriores do gênero épico, ao investigar a função deste recurso no livro VII da Eneida. Propõe-se que o catálogo desempenha uma função dupla intimamente ligada ao tema central do poema. Virgílio se vale daquele como estratégia de defesa da ideologia imperialista augustana, ao passo que manuseia em favor deste propósito a experimentação de um modelo renovado de fazer poético, pautado em ideais clássicos de beleza e simetria. Nesta conjuntura, a personagem Camila manifesta-se como figura modelar, pelo que terá suas características esmiuçadas no desdobramento final deste trabalho.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Felipe Vale da Silva, Universidade de São Paulo

Doutor em Letras (Alemão) pela Universidade de São Paulo

Sabrine Ferreira da Costa, Universidade de São Paulo

Graduanda em Letras (Francês) pela Universidade de São Paulo

Referências

APOLLONIUS RHODIUS. The Argonautica. Trad. R. C. Seaton. London: The Loeb Classical Library, 1930.

BOYD, Barbara Weiden. Virgil’s Camilla and the traditions of catalogue and ecphrasis (Aeneid 7.803-17). The American Journal of Philology, v. 113, n. 2, p. 213-234, Summer 1992.

FOWLER, W. Warde. Virgil’s gathering of the clans. Observations on Aeneid VII, 601-817. Oxford: Blackwell, 1916.

GRANSDEN, K. W. Virgil: The Aeneid. Cambridge: Cambridge University Press, 2004.

HERODOTUS; THUCYDIDES. The Histories. Translation by George Rawlinson. Chicago; London: Encyclopedia Britannica, 1952. (Great books of the Western World, #6)

HOMERO. Ilíada. Trad. Frederico Lourenço. São Paulo: Companhia das Letras; Penguin Books, 2013.

HOMERO. Odisseia. Trad. Frederico Lourenço. São Paulo: Companhia das Letras; Penguin Books, 2011.

HORSFALL, Nicholas. Virgil, Aeneid 7: a commentary. Leiden; Boston; Köln: Brill, 2000. (Mnemosyne, Bibliotheca Classica Batava. Supplementum; 198).

MARK, Samuel Eugene. Homeric Seafaring. College Station: Texas A&M University Press, 2005.

MARTINS, Paulo. Imagem e Poder: Considerações sobre a Representação de Otávio Augusto. São Paulo: Editora da Universidade de São Paulo, 2011.

MILTON, John. English minor poems. Paradise Lost. Samson Agonistes. Areopagitica. Chicago; London: Encyclopedia Britannica, 1952. (Great Books of the Western World, #32)

PANOUSSI, Vassiliki. Aeneas’ sacral authority. In: FARRELL, Joseph; PUTNAM, Michael C. J. (Ed.). A Companion to Vergil’s Aeneid and its Tradition. Oxford: Blackwell Publishing, 2010. p. 52-65.

TORRÃO, João Manuel Nunes. Camila, a virgem guerreira. Humanitas, Faculdade de Letras da Universidade de Coimbra, Instituto de Estudos Clássicos, v. 45, p. 113-136, 1993. Disponível em: https://digitalis.uc.pt/es/artigo/camila_virgem_guerreira. Acesso em: 26 jun. 2017.

VIRGÍLIO. Eneida. Edição bilíngue. Trad. Carlos Alberto Nunes. Organização, apresentação e notas João Angelo Oliva Neto. São Paulo: Editora 34, 2014.

WILLIAMS, R. D. The function and structure of Virgil’s catalogue in Aeneid 7. The Classical Quarterly, v. 11, n. 2, p. 146-153, Nov. 1961.

Downloads

Publicado

31-12-2017

Como Citar

Silva, F. V. da, & Costa, S. F. da. (2017). As funções estéticas e ideológicas do catálogo na Eneida VII. Classica - Revista Brasileira De Estudos Clássicos, 30(2), 35–45. https://doi.org/10.24277/classica.v30i2.431

Edição

Seção

Artigos