The Transmission of Greek Music

Martin L. West

Resumo


O presente trabalho investiga como a música grega foi transmitida de uma geração a outra. Uma pequena parte da transmissão escrita está documentada, mas é evidente que os textos dramáticos e líricos eram copiados normalmente sem notação musical, e para autores anteriores a Eurípides as partituras podem nunca ter existido. O conhecimento que os musicólogos têm da música antiga deve ter-se embasado na tradição performática existente entre amadores e profissionais. Os sistemas de notação parecem ser invenção do século V. Eram conhecidos e usados apenas por especialistas e eram desconhecidos por muitos compositores de música. Textos com notação não faziam parte da tradição textual corrente e seguiam suas próprias convenções formais. Eram geralmente antologias usadas pelos recitalistas e tiveram pouca importância na transmissão dos textos famosos no decorrer dos séculos. Apenas a música de Mesomedes e as peças instrumentais de Bellermann sobreviveram na Idade Média, por certo porque foram adotadas como parte do repertório didático.

Palavras-chave


Música grega; notação musical grega; Mesomedes; Eurípides; Timoteu; papiros.

Texto completo:

PDF (English)

Referências


s/ref.


Métricas do artigo

Carregando Métricas ...

Metrics powered by PLOS ALM

Apontamentos

  • Não há apontamentos.




Direitos autorais 2017 Martin L. West

Licença Creative Commons
Esta obra está licenciada sob uma licença Creative Commons Atribuição 4.0 Internacional.

 

 Classica está licenciada sob a Creative Commons Atribuição 4.0 Internacional