Luto e comida no último canto da Ilíada

Teodoro Rennó Assunção

Resumo


Este breve artigo tenta investigar - a partir dos exemplos de Aquiles e de Príamo no canto de conclusão da Ilíada - a relação negativa entre o luto (como comportamento que mimetiza o morto) e a comida que, assim como o sono e o sexo, satisfaz temporariamente uma necessidade orgânica elementar e sinaliza, desta maneira,  a reintegração (pelo modo socializante do banquete) do enlutado à esfera dos vivos e a uma economia da vida humana mortal. Como exemplos desta relação entre luto e comida são comentados também o mito dos jarros de Zeus e o mito de Níobe, contados por Aquiles, para consolar e tentar reintegrar o enlutado Príamo à imediata continuação da vida.

Palavras-chave


Luto; comida; canto XXIV; Ilíada.

Texto completo:

PDF

Referências


CHANTRAINE, P. Dictionnaire étymologique de la langue grecque 1-2. Paris: Klincksieck, 1983.

CHANTRAINE, P. Dictionnaire étymologique de la langue grecque 3-4. Paris: Klincksieck, 1984.

CLARKE, W. M. Achilles and Patroclus in Love. Hermes, v. 106, Heft 3, p. 387, 1978.

DENNISTON, J. The Greek Particles. 2. ed. Oxford: Oxford University Press, 1954.

FREUD, Sigmund. Luto e melancolia. Tradução de Marilene Carone. Novos Estudos CEBRAP, v. 32, p. 130-142, mar. 1992.

KAKRIDIS, J. H. Homeric Researches. Lund: C. W. Gleerup, 1949.

LANG, M. Reverberation and mythology in the lliad. In: RUBINO, C. A.; SCHELRNERDINE, C. W. (Ed.). Approaches to Homer. Austin: University of Texas Press, 1983.

McLEOD, C. W. (Ed.). Iliad Book XXIV. Cambridge: Cambridge University Press, 1982.

MONRO, David B.; ALLEN, Thomas W. Homeri Opera tomus II. 17th ed. Oxford: Oxford University Press, 1988.

PUCCI, P. Ulysse polutropos: Lectures intenextuelles de l’Iliade et de l’Odyssée. Trad. Jeannine Routier-Pucci. Lille: Septentrion, 1995.

RICHARDSON, N. The Iliad: A Commentary Volume VI: books 21-24. General Editor G. S. Kirk. Cambridge: Cambridge University Press, 1993.

SVENBRO, J. La parole et le marbre: Aux origines de la poétique grecque. Lund: Studentlitteratur, 1976.

WILLCOCK, M. M. Mythological paradeigma in the lliad. Classical Quarterly, v. 14, p. 142, 1964.


Métricas do artigo

Carregando Métricas ...

Metrics powered by PLOS ALM

Apontamentos

  • Não há apontamentos.




Direitos autorais 2017 Teodoro Rennó Assunção

Licença Creative Commons
Esta obra está licenciada sob uma licença Creative Commons Atribuição 4.0 Internacional.

 

 Classica está licenciada sob a Creative Commons Atribuição 4.0 Internacional