A revisão dos argumentos na Politeía V: Vlastos e o feminismo em Platão

Autores

  • Magda Guadalupe dos Santos PucMinas

DOI:

https://doi.org/10.24277/classica.v28i2.369

Palavras-chave:

analogia, mulher filósofa, gênero, paridade.

Resumo

As análises de Gregory Vlastos sobre os textos dos Antigos são aqui trazidas ao primeiro plano em moldes de analogia. Seus estudos sobre Platão nos propiciam uma abertura dialógica inclusive às considerações e estudos feministas surgidos nas últimas décadas. Este trabalho propõe refletir acerca da passagem 456b que versa sobre a mulher filósofa ou inimiga da filosofia (philósophós te kaì misósophos) e que bem realça o campo normativo desenvolvido por Platão em Politeía V. Na preocupação pela cidade justa, explorando os efeitos de uma paridade de funções entre os gêneros, Platão nos incita a investigar o teor de seriedade da questão, considerando a própria Politeía e sua recepção na análise contemporânea. Tomam-se as análises de Vlastos como suporte interpretativo de tais questões.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Referências

CAVARERO, A. Nonostante Platone. Figure femminili nella filosofia Antica. Roma: Ombre Corte, 2009.

FICHTE, J. G. Wissenschaftslehre, 1794, I, § 3, D7, Stuttgart: Steiner-Verlag, 1987.

ISER, W. Der Akt des Lesens. Theorie ästhetischer Wirkung. 2.Aufl. München: Fink, 1984.

PLATÃO. A República. Tradução de Maria Helena da Rocha Pereira. 3.ed. Lisboa: Calouste Goubenkian, 1980.

PLATON. Le République. Texte établi et traduit par Émile Chambry. Paris: Les Belles Lettres, 1933.

POMEROY, S. B. The Study of Women in Antiquity: Past, Present, and Future. The American Journal of Philology, 112, n. 2, p. 263-268, Summer, 1991. Press Stable URL: <http://www.jstor.org/stable/294724>. Accessed: 18 fev. 2011.

POMEROY, S. B. Whores, Wives and Slaves: Women in Classical Antiquity. New York: Schocken, 1975.

SANTA CRUZ, M. I. Feminismo y Utopismo. Hiparquia, IX, n. 1, p.33-49, Jul.1997.

SAXONHOUSE, A. W. The Philosopher and the Female in the political thought of Plato. In: Tuana, Nancy (Ed.). Feminist interpretations of Plato. University Park: The Pennsylvania University Press, 1994. p.67-86.

SONTAG, S. Against Interpretation and other Essays. New York: Farrar, Straus & Giroux, 2003.

TUANA, N. Introduction. In: Tuana, Nancy (Ed.). Feminist interpretations of Plato. University Park: The Pennsylvania University Press, 1994. p.3-19.

VAZ, H. C. L. Ética e Filosofia. Platonica. Escritos de Filosofia, v. VIII, São Paulo, Loyola, p.153-171, 2001.

VEGETTI, M. Guida alla lettura della Repubblica di Platone. 4. ed. Roma: Laterza, 2007.

VLASTOS, G. The Argument in the Republic that “Justice Pays”. The Journal of Philosophy, v. 65, n. 21, p. 665-674, Nov. 7, 1968. Stable URL: <http://www.jstor.org/stable/2024542>. Accessed: 23 Jul. 2010.

VLASTOS, G. Was Plato a feminist? In: Tuana, Nancy (Ed.). Feminist interpretations of Plato. University Park: The Pennsylvania State University Press. 1994. p.11-13.

Downloads

Publicado

11-12-2015

Como Citar

Santos, M. G. dos. (2015). A revisão dos argumentos na Politeía V: Vlastos e o feminismo em Platão. Classica - Revista Brasileira De Estudos Clássicos, 28(2), 161–170. https://doi.org/10.24277/classica.v28i2.369

Edição

Seção

Dossiê Gregory Vlastos