Duas odes horacianas e uma imitação camoniana

Autores

DOI:

https://doi.org/10.24277/classica.v15i15/16.283

Resumo

As odes I, 4 e IV, 7 de Horácio apresentam elementos comparáveis não apenas do ponto de vista do conteúdo como também do ponto de vista da forma, apesar da diferença de metro e de tom. Neste breve artigo, examinamos essas semelhanças e mostramos como Camões imitou, em uma ode, os dois poemas ao mesmo tempo.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Referências

ACHCAR, Francisco. Lírica e lugar-comum. Alguns temas de Horácio e sua presença em português. São Paulo: Edusp, 1994.

CATULO. O Cancioneiro de Lésbia. Tradução, introdução e notas de Paulo Sérgio de Vasconcellos. São Paulo: Hucitec, 1990.

CICERONE. Catone Maggiore. Commento e note di Felice Ramorino. Torino: Loescher, 1968.

DAVIS, Gregson. Polyhymnia. The rethoric of Horatian lyric discourse. Berkeley: University of Califórnia Press, 1991.

HOUAISS, Instituto Antonio. Dicionário Houaiss da língua portuguesa. Rio de Janeiro, Objetiva, 2001.

HORÁCIO. Obras completas. Em traduções de Elpino Duriense, José Agostinho de Macedo, António Luiz de Seabra e Francisco António Picot. São Paulo: Edições Cultura, 1941.

NIETSZCHE. Opere 1822/1895. Trad. de Mirella Ulivieri. Roma: Newton, 1993.

NISBET, R. G. M.; HUBBARD, Margaret. A Commentary on Horace odes. Book 1. Oxford: Clarendon Press, 1985.

QUINN, Kenneth. Latin Explorations. Critical studies in Roman literature. London: Routledge and Kegan Paul, 1963.

SHARROCK, Alison; MORALES, Helen. Intratextuality. Greek and Rom an textual relations. Oxford: Oxford University Press, 2000.

SPAGGIARI, Barbara et alii. O Renascimento italiano e a poesia lírica de Camões. Rio de Janeiro: EDUFF; Tempo Brasileiro, 1992.

VILLENEUVE, F. Horace. Odes et épodes. Texte établi et traduit par F. Villeneuve. Paris: Les Belles Lettres, 1954.

Downloads

Publicado

2003-11-26

Como Citar

Vasconcellos, P. (2003). Duas odes horacianas e uma imitação camoniana. Classica - Revista Brasileira De Estudos Clássicos, 15(15/16), 233–247. https://doi.org/10.24277/classica.v15i15/16.283

Edição

Seção

Artigos