O mito e o rito: aspectos rituais nos epinícios de Píndaro

Autores

  • Sérgio Romero

DOI:

https://doi.org/10.14195/2176-6436_26-2_5

Resumo

O presente trabalho apresenta uma reflexão acerca da dimensão performática dos epinícios de Píndaro, analisando a dinâmica estabelecida por mito e ritual no contexto da performance. A Olímpica I constitui o foco do trabalho e, desse modo, apresenta-se uma breve análise com vistas ao delineamento da conjuntura mito-ritualística que lhe é própria, bem como das características e sentidos que a projeção de sua performance suscita.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Referências

ATHANASSAKI, Lucia. Deixis, Performance, and Poetics in Pindar’s First Olympian Ode. Arethusa, The Johns Hopkins University, v. 37, n. 3, p. 317-341, 2004.

BUDELMANN, F. (Ed.). The Cambridge Companion to Greek Lyric. New York: Cambridge University Press, 2009.

BUDELMANN, F. Epinician and the symposion. A comparison with the enkomia. In: AGÓCS, P.; CAREY, C.; RAWLES, R. (Ed.). Reading the Victory Ode. New York: Cambridge University Press, 2012.

CALAME, Claude. Entre narrativa heróica e poesia ritual: o sujeito poético que canta o mito. São Paulo: Humanitas; FFLCH/USP, 1997.

ELIADE, Mircea. Aspectos do mito. Trad. Manuela Torres. Rio de Janeiro: Edições 70, 1989.

KOWALZIG, Barbara. Singing for the Gods: Performances of Myth and Ritual in Archaic and Classical Greece. Oxford: Oxford University Press, 2007.

LEWIS, Gilbert. Day of Shining Red, an Essay on Understanding Ritual. New York: Cambridge University Press, 2007.

MALHADAS, Daisi. Odes aos príncipes da Sicília. Araraquara: UNESP, Faculdade de Filosofia, Ciências e Letras de Araraquara, 1976.

NAGY, G. Pindar’s Olympian and the Aetiology of the Olympic Games. Transactions of the American Philological Association, The Johns Hopkins University, v. 116, p. 71-88, 1986.

PEIRANO, Mariza. Rituais ontem e hoje. Rio de Janeiro: Jorge Zahar, 2003.

PEIRANO, Mariza. Rituais como estratégia analítica e abordagem etnográfica. In: PEIRANO, Mariza (Org.). O dito e o feito: ensaios de antropologia dos rituais. Brasília: Relume Dumará, 2001.

PINDAR. Olympian Odes, Pythian Odes. Edited and translated by William H. Race. Cambridge: Harvard University Press, 1997

VERNANT, J. P. Mito e Religião na Grécia Antiga. Trad. Joana A. D’Ávila Melo. São Paulo: Martins Fontes, 2006.

Downloads

Publicado

20-12-2013

Como Citar

Romero, S. (2013). O mito e o rito: aspectos rituais nos epinícios de Píndaro. Classica - Revista Brasileira De Estudos Clássicos, 26(2), 85–108. https://doi.org/10.14195/2176-6436_26-2_5

Edição

Seção

Artigos