“Joelhos ao pó”: o imaginário da morte na tradição grega

Autores

  • Carlinda Fragale Pate Nuñez Universidade do Estado do Rio de Janeiro

DOI:

https://doi.org/10.24277/classica.v15i15/16.227

Palavras-chave:

Morte, imaginário antigo, Laocoonte, Pérgamo (Altar de), Tanatologia

Resumo

O confronto entre uma das cenas decorativas do altar de Pérgamo e a famosa estátuac de Laocoonte permite demonstrar que a morte integra aspectos paradoxais, no imaginário da Antiguidade. A correlação entre tais objetos artísticos e textos literários tematizados pela morte evidencia o que se poderia denominar uma “poética da morte”, que põe em evidência: 1) a percepção da morte como poiésis no que diz respeito às propriedades estéticas e catárticas que tanto a poesia quanto a morte consignam, na mentalidade antiga; 2) a reciclagem do ut pictura poesis horaciano, nos termos de uma ut pictura mortis poesis. Sob esta perspectiva, o confronto entre artes plásticas e poesia torna privilegiadamente legíveis alguns dos paradoxos inscritos na mímesis da morte e em sua semiose.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Carlinda Fragale Pate Nuñez, Universidade do Estado do Rio de Janeiro

Universidade do Estado do Rio de Janeiro

Universidade Santa Úrsula

Referências

ESCHYLE. Agamemnon, Les Choéphores, Les Euménides. Texte établi et traduit par Paul Mazon. Paris: Belles Lettres, 1955.

HOMÈRE. L’Iliade. Trad. Paul Mazon. Paris: Belles Lettres, 1938.

KUNZE, Max; JAKOB-ROST, Liane; BRANDT, Evelyn Klengel et alii. Breve guia Museo de Pérgamo. Colección de Arte Antiguo/Museo del Próximo Oriente. Mainz: Verlag Philipp von Zabern, 1995.

LESSING, Gotthold Ephraim. Laocoonte ou os limites da pintura e da poesia. Trad. Márcio Seligmann-Silva. São Paulo: Iluminuras, 1998.

POLLITT, J. J. El Arte helenístico. Trad. Consuelo Luca de Tena. Madrid: Editorial Nerea, 1998.

VERNANT, Jean-Pierre. L’lndividu, la mort, l’amour. Soi-même et l’autre en Grèce ancienne. Paris: Gallimard, 1989.

Downloads

Publicado

26-11-2003

Como Citar

Nuñez, C. F. P. (2003). “Joelhos ao pó”: o imaginário da morte na tradição grega. Classica - Revista Brasileira De Estudos Clássicos, 15(15/16), 41–49. https://doi.org/10.24277/classica.v15i15/16.227

Edição

Seção

Artigos