Evocados ou não, estarão presentes os deuses indianos no Ocidente?

Autores

  • João Carlos Barbosa Gonçalves

DOI:

https://doi.org/10.14195/2176-6436_21-2_7

Palavras-chave:

Deus, yoga, politeísmo, tantrismo, discurso.

Resumo

Esse artigo propõe algumas reflexões sobre a complexa rede de relações culturais que se estabeleceu a partir das práticas contemporâneas de yoga nas civilizações monoteístas. Percorrendo três momentos discursivos da tradição conhecida genericamente como yoga, observamos a importância do conceito de deus nessa tradição, para então investigar como é a penetração da perspectiva indiana desse conceito em cenários monoteístas. De fundamental importância para tais reflexões é o conceito de “negociação cultural”1, que busca apreender, no intercâmbio de duas culturas, a assimilação e a ressignificação dos elementos que são emprestados nas influências recíprocas.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Referências

CHAKRABARTI, Kunal. Religious Process. The Purāṇas and the Making of a Regional Tradition. Delhi: Oxford University Press, 2001.

BHANDARKAR, Ramakrishna G. Vaiṣṇavism, Śaivism and Minor Religious Systems. Delhi: Munshiram Manoharlal, 2001.

Downloads

Publicado

2008-12-15

Como Citar

Gonçalves, J. C. B. (2008). Evocados ou não, estarão presentes os deuses indianos no Ocidente?. Classica - Revista Brasileira De Estudos Clássicos, 21(2), 297–314. https://doi.org/10.14195/2176-6436_21-2_7

Edição

Seção

Artigos