A definição de alegoria segundo os gramáticos e rétores gregos e latinos

Autores

  • Marcos Martinho Universidade de São Paulo

DOI:

https://doi.org/10.14195/2176-6436_21-2_6

Palavras-chave:

Alegoria, metáfora, enigma, tropo.

Resumo

A definição de alegoria que predomina nos gramáticos e rétores gregos e latinos é aquela segundo a qual alegoria diz uma coisa e entende outra. Assim, investigo, em primeiro lugar, os gramáticos e rétores que se detêm, por exemplo, a discernir o que se diz e o que se entende, ou a explicar como a alegoria opera ao nível da dicção, isto é, das palavras, e como opera ao nível da intelecção, isto é, dos casos. Já a descrição, rara nos gramáticos e rétores, segundo a qual alegoria transfere palavras do caso próprio para o outro caso, muito se aproxima à descrição de metáfora. Assim, investigo, em segundo lugar, os gramáticos e rétores que ensinam, por exemplo, em que a alegoria se distingue da metáfora.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Downloads

Publicado

2008-12-15

Como Citar

Martinho, M. (2008). A definição de alegoria segundo os gramáticos e rétores gregos e latinos. Classica - Revista Brasileira De Estudos Clássicos, 21(2), 252–264. https://doi.org/10.14195/2176-6436_21-2_6

Edição

Seção

Artigos