[1]
P. Martins, “Artes, perenidade, novidade e memória sob Augusto”, Classica, vol. 33, nº 2, p. 187–202, dez. 2020.