[1]
J. F. de Assis, “Contemplação e Maravilhamento: limites da causalidade em Platão, felicidade e prazer em Aristóteles, transcendência e emanação em Plotino”, Classica, vol. 31, nº 1, p. 43–59, ago. 2018.