[1]
R. M. Gonçalves, “A adivinhação e as origens do pensamento científico na China”, Classica, vol. 4, nº 4, p. 67–80, dez. 1991.