[1]
P. Martins, “Uma visão periegemática sobre a écfrase”, Classica, vol. 29, nº 2, p. 163–204, dez. 2016.