[1]
G. M. de Almeida Jr., “Refutação da refutação: revivendo o élenkhos socrático”, Classica, vol. 28, nº 2, p. 127–148, dez. 2015.