Pessanha, N. M. (1992) “A irreverência poética de Arquílogo”, Classica - Revista Brasileira de Estudos Clássicos, p. 19–23. doi: 10.24277/classica.v0i0.810.