Electra en Piñera

Autores

  • Elina Miranda Cancela Universidad de La Habana

DOI:

https://doi.org/10.24277/classica.v4i4.586

Palavras-chave:

Virgilio Piñera, Electra Garrigó, teatro cubano, teatro grego, literatura comparada.

Resumo

Este artigo e uma análise da Electra Garrigó de Virgilio Piñera, teatrólogo cubano, e das suas vinculações com o teatro trágico grego, sobretudo com a Electra de Sófocles, acrescida ainda de aproximações com autores modernos que trataram do mesmo tema. Apesar da inspiração grega, Piñera permanece um típico teatrólogo nacional, marcado pelos momentos de grande tensão social da sua época (a tragédia em apreço data de 1941). O conflito produzido pela excessiva autoridade dos pais sobre os filhos, latente neste mito, interessa-o por seu significado dentro da família cubana.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Elina Miranda Cancela, Universidad de La Habana

Departamento de Linguística y Letras Clásicas

Universidad de La Habana

Referências

LEAL, R. VP o del teatro como ejercicio mental. In: En primera persona. La Habana, 1967.

PIÑERA, V. Electra Garrigó. In: Teatro completo. La Habana, 1960.

PIÑERA, V. Piñera Teatral. In: Teatro completo. La Habana, 1960.

RAGUÉ-ARIAS, M.-J. Resumen de la tesis doctoral 'Los personajes femeninos de la tragedia griega en el teatro español del siglo XX". Universidad de La Habana.

RIEDEL, V. Antikrezeption en der Literatur der Deutschen Demokratische Republije. Berlin: 1984.

SÓFOCLES. Electra. In: Tragedias. La Habana, 1978.

THOMSON, G. Esquilo y Atenas. La Habana, 1982.

Publicado

1991-12-01

Como Citar

Cancela, E. M. (1991). Electra en Piñera. Classica - Revista Brasileira De Estudos Clássicos, 4(4), 203–213. https://doi.org/10.24277/classica.v4i4.586

Edição

Seção

Classicismo e Modernidade